Como fazer uma sipat? Com bom humor & alegria.

Tempo de leitura: 3 minutos

 

Com bom humor & criatividade! Se você é Presidente ou membro da Comissão da Cipa de alguma empresa, seja iniciante ou experiente, já deve ter sentido uma dor no pâncreas ao tentar responder a pergunta: Como fazer uma SIPAT? 

Claro que essa dor no pâncreas só acontece com quem se atreve a fazer algo diferente, pois, para quem quer fazer o bê à bá em uma SIPAT, não tem muito segredo:

  • palestra do bombeiro;
  • orientações de uso do EPI;
  • cuidados no trânsito;
  • painéis, debates e conversas;
  • e por aí vai.

O “X” da questão não é O QUE falar, mas sim COMO falar! Você já deve ter percebido isso.

E porquê é tão importante assim o COMO falar? Por um motivo bem simples, comunicação não é o que se fala e sim o que se ouve.

Por que se a sua dor é no pâncreas por não saber como fazer algo diferente, a dor dos colaboradores é no maxilar de tanto bocejar, caso a opção seja fazer apenas o bê à bá.

Por que ninguém aguenta mais todo ano a mesma coisa. Você com certeza já deve ter percebido isso também.

O Humor tem o poder de falar o que sempre foi falado de uma forma que as pessoas escutem pela primeira vez. (leia essa frase mais 2x)

Faz algum sentido para você?

Mas você e eu devemos considerar duas coisas:

  1. Ninguém (nem você) aguenta mais aquela SIPAT padrão;
  2. Também não dá para fazer uma SIPAT só com palhaços, mágicos, humoristas, bailarinas e trapezistas húngaros siameses tocadores de harpa;

O que fazer então? Como fazer uma SIPAT com bom humor & criatividade?

Por que no fim das contas a mensagem central da SIPAT tem de chegar aos corações e mentes dos seus colaboradores.

Eis o ponto que eu quero chegar: os corações e mentes dos seus colaboradores.

O Humor também tem o Poder de preparar os corações e mentes dos seus colaboradores para qualquer, eu digo qualquer, qualquer coisa mesmo que você queira transmitir para eles (de preferência útil e positiva). Sei que não é novidade o que eu estou dizendo, mas o meu esforço é que você perceba que uma possível solução é: agregar Humor a SIPAT padrão.

Nas empresas que eu já apliquei nossos conteúdos, John Dree – Hitachi, Saint- Gobain, Fibria, Baxter, Banco Pan, só para citar algumas, sempre houve uma aliança de ações padrões de SIPAT com a aplicação de uma palestra humorística (stand up comedy, no caso).

Pois justamente a ideia da palestra não é SALVAR a SIPAT mas sim FORTALECER a mensagem central e PREPARAR os colaboradores para os conteúdos tradicionais.

E vou te contar um dos segredos de como eu faço isso. É uma sacada simples, mas que faz toda a diferença. Adaptável para qualquer tema de SIPAT que você esteja desenvolvendo ou virá a desenvolver.

Se reunirmos todos os temas tradicionais de uma SIPAT: EPI, DST, Trânsito, Meio Ambiente, etc.., todos eles falam de uma única coisa: da Vida.

Caso a SIPAT tivesse sido criada por um humorista se chamaria: Toma Conta da Sua Vida (ou se fosse criada por uma pessoa sem educação também).

O que isso pode significar em termos práticos:

  1. Economia: ao invés de você contratar 63 soluções inovadoras para chama a atenção de seus colaboradores, você contrata 1. Apenas uma palestra de abertura e de encerramento bem humorada já é mais do que suficiente para produzir o efeito desejável.
  2. O Mais Importante: Se todo esse esforço for responsável por salvar apenas 1 vida, então tudo terá valido a pena.

Como eu falo no final de um Stand Up meu para SIPAT:

A Vida é a coisa mais importante. Antes de existir IPHONE 7 já existia a vida. Sem vida não existe IPHONE 7.

A vida não e um aplicativo do IPHONE 7 é o IPHONE 7 que é um aplicativo da Vida.

A vida é o evento mais importante

Uma excelente Vida a todos.