Como não ser um Idiota? A Era da Idiotice Ostentação

Tempo de leitura: 9 minutos

Não se aproxime de uma cabra pela frente, de um cavalo por trás ou de um idiota por qualquer dos lados. Provérbio Judeu

Não é difícil  perceber que vivemos em tempos com muita gente dedicada, comprometida e determinada em fazer idiotices.

Dá a entender que a idiotice é algo super valorizado e super incentivado.

Todos aqueles que foram congelados há 99 anos atrás e foram descongelados recentemente ficam estupefatos com a imensa variedade de idiotices dos tempos atuais.

(Só para registrar, eu considero o congelamento: uma idiotice)

O propósito desse artigo é para que você sinta-se melhor na Era da Idiotice Ostentação.

Veja se faz sentido para você a linha de raciocínio a seguir.

Durante a leitura você muito provavelmente irá lembrar-se de uma quantidade considerável de pessoas da sua convivência.

Mas ao mesmo tempo, em alguns momentos, pode ser que você se sinta: um profundo idiota.

Aguente firme, depois tudo melhora.

 

Como não ser um idiota?

Outra dia, estava eu, em uma entusiasmante rotina doméstica: pendurando roupas no varal.

Quando, de repente, fui acometido por uma série de pensamentos que fez eu me sentir um idiota.

Como pode? Eu?  Reduzido a uma tarefa tão simplória e vergonhosa como pendurar roupas no varal?

Eu pendurando roupas enquanto tem gente nas Bahamas com dinheiro ilícito, dando gargalhadas em um iate e tomando champanhe?

Eu que já fiz milhares de pessoas rirem e se emocionarem com meus shows e palestras, agora estou aqui.

Poderia estar fazendo tantas coisas, mas estou aqui: pendurando roupas no varal!

Acredito que você já deve ter tido uma sensação parecida, a sensação de que só você leva as coisas a sério.

Isso faz com que a gente se pergunte: Como não se sentir um idiota?

Esse fluxo de pensamentos me levou a uma profunda reflexão a respeito do que seja a idiotice.

Vou tentar resolver esse problema de uma vez por todas, como sempre!

Mas o que é idiotice?

A maioria dos dicionários define Idiota como:

  1. pessoa que carece de inteligência, de discernimento; tolo ignorante, estúpido.
  2. pessoa pretensiosa, vaidosa, tola.
  3. que não tem valor, sem interesse, sem sentido.

(aqui é o momento que você deve estar lembrando de algumas pessoas da sua convivência)

A origem da palavra vem da Grécia Antiga, os Idiotas eram as pessoas que não se interessavam pelas coisas do Estado.

Pessoas que se dedicavam apenas ao seus assuntos particulares, não tinham interesse na política.

Hoje já percebemos um grande avanço, os idiotas já estão interessados na política. Mas continuam dedicados aos seus assuntos particulares. Já é um passo.

Todo homem é um completo idiota por cinco minutos a cada dia; a sabedoria consiste em não passar dos limites. Elbert Hubbard

Esse é o desafio da vida, não extrapolar nosso crédito de idiotice.

A Idiotice Essencial

Uma das definições de Tragédia, na teoria dramatúrgica, é quando o homem tenta confrontar as forças superiores a ele.

O Homem versus os Pais, o Homem versus a Sociedade, o Homem versus o Estado, o Homem versus a Natureza e o Homem versus Deus.

Toda vez que alguém tenta bater de frente com alguma dessas forças corre o risco de sofrer um revés desastroso.

Essa é nossa idiotice essencial, querer medir forças com forças mais fortes do que nós.

Boa parte das pessoas teve essa fase e de vez em quando apresenta recaídas. Não sei você, mas eu tive.

Acreditar que vai mudar o mundo criticando tudo e a todos. Sendo o dono da verdade.

Apanhei muito da vida por conta de um ímpeto questionador, controverso e combativo, mas em compensação, aprendi muito também.

Reconheço que muitas vezes foi a mais pura idiotice.

Mas essa é uma idiotice fruto da ingenuidade, natural. É quase uma idiotice inevitável. Eu fiz, você fez, nós fizemos.

Coisas da juventude. E por falar em juventude.

Juventude e Idiotice

Para quem já foi jovem ou precisa lidar com jovens sabe que a juventude é uma fase que temos o privilégio de sermos idiotas por mais que 5 minutos por dia.

O mundo parte do pressuposto que o jovem tem uma natural e nefasta combinação entre ingenuidade e iniciativa inconsequente.

Esse COMBO no capricho contém uma reação nitroglecerínica. É a fase em que os hormônios estão no comando.

E os hormônios na juventude não se destacam por sua capacidade de inteligência e discernimento.

Uma das características da juventude é acreditar que é muito melhor do que os adultos.

Eu me incluo nisso. É um questionamento natural, está na conta!

Muitas coisas que eu fiz na juventude eu desconfiava que eu estava sendo idiota, agora na vida adulta, eu tenho certeza.

 

Sua Idiotice está sendo Atualizada

Quando Shakeaspeare diz que há mais coisas entre o céu e a terra do que imagina a vã filosofia, eu desconfio que elerefere-se, entre outras coisas, à idiotice.

Outro dia, uma coordenadora de escola me deu o seguinte relato.

Uma mãe foi chamada pois sua filha tinha ido com um shorts muito curto para a aula.

Assim que a coordenadora esclareceu que, pelas normas da escola essa vestimenta não é permitida, a mãe disse que a coordenadora estava com inveja da filha dela pois a bunda da filha dela é mais bonita que bunda da coordenadora.

A vida tem dessas coisas, algumas vezes a idiotice é cometida de uma forma tão extravagante e desconcertante que é difícil não querer dar um grito e jogar tudo para o alto.

Mas, esse episódio revela uma modalidade de idiotice mais recente. Uma Idiotice 7.0. Uma idiotice atualizada.

Pessoas querendo ter 15 anos para sempre!

Convenhamos, as “idiotices” da juventude estão na conta. A gente já imagina, são naturais e muitas vezes até saudáveis.

Mas a vida é feita de pressupostos. Se a pessoa tem 35 anos imagina-se que já superou determinados comportamentos da juventude.

Se não superou, a pessoa irá sofrer muito com o Lei do EMA EMA EMA: cada um com seus problemas.

Pois até os 25 anos, mais ou menos (antigamente era até os 18), tem um monte de gente tutoreando a gente.

Pais, parentes, professores, adultos das mais variadas espécies.

É como se estivéssemos em cativeiro. Depois que entrarmos no mercado de trabalho, ou seja, mar adentro, existe uma corrente marítima que impõe que tomemos conta da nossa própria vida.

É nesse momento que as pessoas começam a reagir das formas mais misteriosas possíveis, é nesse ponto que se cria todas as condições necessárias para a proliferação do vírus da idiotice.

 

Síndrome de Ramsés

Os idiotas vão tomar conta do mundo; não pela capacidade, mas pela quantidade. Eles são muitos. Nelson Rodrigues

Em um interessante artigo para a revista Super Interessante o jornalista Adriano Silva usa uma expressão muito interessante: PIB. Perfeito Idiota Brasileiro.

Quem tiver curiosidade, acesse o link abaixo e leia o artigo.

Artigo: Idiota à Brasileira. Super Interessante.

Ele elenca alguns comportamentos que tem na essência a seguinte mensagem: a minha vida é mais importante que a sua.

Comportamentos do tipo: andar com o carro no acostamento para passar na frente dos outros.

Andar no acostamento na estrada lotada apenas justifica-se com mulher grávida ou alguma emergência intestinal.

Mas é esse sentimento de “eu sou muito importante para seguir as regras”, que está na essência do PIB.

Eu chamo esse sentimento, carinhosamente, de Síndrome de Ramsés. Ou Síndrome do Faraó.

A pessoa acredita que é um Faraó, que tem um atributo divino, que lhe dá licença para ser mais igual do que os outros.

É essa na verdade a categoria de idiotice mais nociva.

É o supra sumo da pretensão e arrogância. 

 

Um ciclo sem fim que nos guiará

Coisa que não acaba no mundo é gente besta e pau seco. Manoel de Barros 

Se eu agir com egoísmo, pensando do ponto de vista de um humorista, quanto mais idiotice existir no mundo melhor.

A idiotice, em qualquer dimensão, é matéria prima para o trabalho de um humorista.

Se o PIB ao invés de medir o Produto INTERNO Bruto, medisse o Produto IDIOTA Bruto das nações e conseguíssemos converter toda essa idiotice em recursos financeiros e naturais.

A humanidade já estaria em outro patamar de desenvolvimento. Estaríamos exportando idiotice para outras galáxias.

A idiotice é um recurso vasto (para alguns infinito e inesgotável) e teremos que lidar com ela durante um bom tempo entre o céu e a terra.

A idiotice é democrática e universal. Não vê gênero, raça, credo, cor, classe social, time de futebol. Ela é abrangente, competente e viral.

Então para quem quer ser feliz nessa vida. Para qualquer plano ou projeto de vida que for desenvolver.

Não importa que método ou equação formos utilizar: temos que colocar os idiotas na conta.

Temos que partir do princípio que ao longo de nossa jornada na vida vamos nos deparar com nossas próprias idiotices e com a idiotice alheia.

E sempre que ver alguém estacionando em vaga de idoso sem ser idoso, lembre-se, vai ver a pessoa está nos seus 5 minutos de idiotice diária.

Um consolo

 

Não respondas ao insensato conforme a sua idiotice, para não te igualares a ele. Responde ao insensato conforme a sua idiotice, para que ele não se creia sábio aos próprios olhos. Provérbios: 26, 4-5

E depois dessa reflexão toda me vejo tranquilo e contente.

Conformado que um dos desafios da vida é superar as “ingênuas idiotices” da juventude e utilizar com inteligência o meu direito de 5 minutos de idiotice diária na vida adulta.

Lidar com os idiotas das mais variadas categorias.

Em um constante jogo de equilibro entre me conformar para não me igualar e conformá-los para adiar o máximo possível o projeto deles dominarem o mundo.

E assim, a vida ganha um novo e sublime significado.

Inspirado e seguro, arrisco até um singelo verso:

A cada peça de roupa que penduro no varal. Pego-me a perguntar. Quem será mais idiota? Eu ou o Sérgio Cabral?